desenho narigudas e cabeçudos
21.10.08

ontem ao chegar à creche da R. sou surpreendida com esta notícia:

 

um menino da sala dos mais crescidos foi internado com meningite bacteriana.

 

ficámos retidas no colégio à espera da delegada de saúde para que nos desse a receita do antibiótico (rifadin).

 

não fiquei histérica, mas fiquei muito preocupada com o coleguinha da R. (queira Deus que tudo corra pelo melhor).

 

telefonei à pediatra que me tranquilizou.

 

disse-me para estar atenta a sinais alarmantes.

 

de todos só retive um: prostração

 

como sempre fomos para casa.

mal a coloquei na sua cadeira no carro, adormeceu.

chegadas à nossa rua dirigimo-nos à farmácia, e aqui ía tendo um colapso.

o normal é a R. espevitar logo que a tiro do carro (na maioria dos dias o que eu não dava pelo prolongamento da sesta).

não.

a criança não reagia a nada, de olhos abertos e cabeça à banda!

revirava os olhos e tombava a cabeça.

eu a começar a ficar enervada.

a senhora da farmácia (onde não havia o remédio!!!!) a olhar com um ar de coitadinha, ai veja lá, oh meu deus.

 

chego ao carro sento-a e nada.
olhava para mim, PROSTRADA!

 

abanei-a, amachuquei-lhe as bochechas com toda a força (aplicada a um bébé, claro), puxei-lhe os braços...

 

PÂNICO!

 

(como ela a dormir transpira muito a dormir na cadeirinha, nem me vou lembrar que estava a ferver).

 

PÂNICO!

 

(e eu que não comia nada há horas, o que no meu caso nunca é boa ideia, e a cada ataque de hipoglicémia é que eu me lembro deste meu velho problema, começo a tremer, a tremer)

 

de lágrimas nos olhos lá telefono à pediatra, que me relembra o óbvio:

 

- a R. está exausta, está com os horários trocados, veio de um fuso horário de menos 5 horas, primeiro dia de creche depois das férias...

 

mas isso eu nem me lembrei, afinal estamos a falar de meningite, é muito grave.

 

menos tranquila fui a outra farmácia (que também não tinha o remédio) e depois para casa, onde a R. terminou a sesta e acordou toda satisfeita.

 

foi o pai quem finalmente conseguiu encontrar uma farmácia que tinha o antibiótico.

 

(muita sorte: adora o sabor do remédio)

 

a creche não fechou.

hoje já voltou a ir.

estou absolutamente tranquila.

e desejosa de boas notícias do menino infectado.

 

 

 

 

Por cacau com pimenta rosa, às 12:40  comentar

De Filipa a 23 de Outubro de 2008 às 11:01
Olá...andei a cuscar o teu blog e adorei os teus trabalhos!! Hum... fiquei curiosa... o teu precurso escolar/profissional está ligado às artes? Eu iniciei-me agora no patchwork. É sobretudo um genezinho da minha avó e uma cabeça cheia de ideias para decorar o quarto da princesa cá de casa... e não aspiro a mais :)) Será que me podes dar umas dicas de onde encontrar material? Beijinhos e tudo de bom para uma família tão original!


De ana parra a 23 de Outubro de 2008 às 16:01
Por momentos fiquei preocupa.
Faço ideia a sua aflição...
Felizmente tudo termino em bem.

De cacau com pimenta rosa a 23 de Outubro de 2008 às 16:33
Olá Filipa
Obrigada pela visita.
Por aqui é que podes encontrar boas dicas http://www.patch-mania.blogspot.com/

De Oficinas Ranha a 26 de Outubro de 2008 às 08:55
Oh Julieta, é tão engraçado como somos influenciáveis... Eu nunca fui muito paranóica com as doenças da Alice (também nunca teve nada de grave, verdade seja dita), mas lembro-me do dia em que mais ansiosa fiquei, pouco tempo depois de, no meu trabalho, ter morrido a filha de uma colega no dia antes de fazer um ano (ao que parece, com septicemia)... Não conseguimos colocar palas nos olhos em relação a algumas coisas, vivemos no mundo e somos nitidamente influenciáveis pelo que está à nossa volta...
Beijinhos, adoro saber de novidades... e também eu morro de vontade por ir a Nova Iorque...
Rita

De alexandra a 29 de Outubro de 2008 às 11:28
oh bolas! até eu já estava a ficar assustada!
que grande grande susto!

mais sobre mim

eu

Outubro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
22
25

26
27
28
29
30
31


blogs SAPO